sábado, 3 de janeiro de 2009

À partida da descoberta …




Pintei o meu pequeno mundo

Num mosaico imaginário


Feitos heróicos

Viagens

Descobertas


Lutas desiguais

Batalhas ensanguentadas

Num mural feito em pedra


Fito, atentamente, o desenho geométrico

Embarco na bússola do tempo

E fundo – me no emaranhar

Das ondas

No latejar dos trovões

Que, ininterruptamente,

Me arrastam para a tropelia de corpos

Semi – desnudos

Tentam, em vão,

As velas quinhentistas apaziguar



Por fim

Avisto, ao longe, terra …



O mar está sereno

Rumo face à aventura



Há uma panóplia de línguas

Por explorar

Culturas ancestrais por assimilar

A minha pátria

Neste pequeno mosaico

Representar


A sangue

Em tons de canela

Ouro

Seda

Marfim



Desperto deste sonhar acordado

Oiço ao longe a próxima excursão de turistas

Aproximar – se

Vêm à procura do conhecimento



Boa tarde

Eu sou o Joaquim

Serei o vosso guia


Esboço um sorriso rasgado

Ajeito, num ápice, a gola da camisa

Afinal há que ter orgulho em ser Português!



Carla Alves ©

01 de Dezembro de 2008





Este poema foi escrito tendo como fonte de inspiração a fotografia do Nuno de Sousa (que aqui o ilustra) e resultou de um amável convite que o mesmo me dirigiu no sentido de participar num projecto de sua autoria (http://nunosousaphoto.blogspot.com/). Que o resultado desta parceria nos faça chegar a bom porto!

3 comentários:

Anónimo disse...

Carla,

Está soberbo! A foto é também fenomenal!

Parabéns aos dois pelo trabalho,
Miguel

Nuno de Sousa disse...

Bem tenho estado tão ausente de comentário q nem tinha reparado q voltaste agora a colocar aqui este teu belo texto para esta minha foto, é uma honra enorme ter a tua bela escrita numa das minha fotos e espero que mais fotos minhas possam ter o teu olhar e escrita, afinal tens um talento enorme.
Bjs grandes amiga,
Nuno

Helena Paixão disse...

Descreveste de uma forma soberba o que certamente cruzou o pensamento de todos aqueles que há séculos atrás partiram à descoberta de novos mundos e, tal como o guia Joaquim, sonharam com a aventura.

Bjocas